Ação preventiva testa novamente sirenes da Usina Hidrelétrica de Funil

Os novos testes acontecem entre os dias 25 e 28 de outubro e os moradores não precisarão se deslocar 

Os moradores das cidades de Ribeirão Vermelho e do bairro Niterói em Lavras, no sul de Minas Gerais, devem ouvir, entre os dias 25 e 28 de outubro, novos testes das sirenes instaladas nessas regiões. Trata-se da continuidade da ação preventiva relacionada ao Plano de Ação de Emergência (PAE) da Usina de Funil, pertencente à Aliança Energia, localizada no Rio Grande.

Dessa vez, os testes no sistema de alerta acontecerão com acionamentos individuais, em cada sirene e, no último dia, 28 de outubro, as sirenes serão acionadas conjuntamente, no período da tarde.

De acordo com coordenador da Usina Hidrelétrica de Funil, Willian Rosa, não há necessidade de mobilização e deslocamento da população para pontos de encontro ao ouvir a sirene. “Os testes fazem parte da ação preventiva do Plano de Ação de Emergência (PAE) e ocorrerão nesse formato para que cada sirene seja avaliada individualmente e tenha seu alcance mensurado”, destaca

Representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e da equipe da Aliança Energia compõem o grupo de trabalho que tem uma rotina de acompanhamento e estarão monitorando mais essa ação preventiva.

A Usina Hidrelétrica de Funil está classificada como de baixo risco e suas estruturas atendem plenamente aos fatores de segurança, conforme Relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

 

Plano de Ação de Emergência (PAE)

O Plano atende à Política Nacional de Segurança de Barragem e à Política Nacional de Proteção e Defesa Civil. Consiste em um documento com as diretrizes de como a Aliança Energia deve agir em uma situação de emergência com a barragem da Usina de Funil, bem como devem acontecer as interações com os órgãos de proteção e Defesa Civil. Os municípios localizados abaixo das barragens já possuem um sistema de alerta e de prevenção para que a população seja avisada de forma eficaz no caso de alguma intercorrência.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *