Ações preventivas ambientais protegem áreas verdes próximas à UHE Funil

Manutenção de aceiros, limpeza de bacias de contenção das estradas e retirada e destinação de macrófitas contribuem para evitar queimadas, reduzir processos erosivos e ajudam a manter a qualidade da água.

Mas você já ouviu falar em alguma dessas ações? Não?! Vamos te mostrar como essas intervenções de rotina realizadas pela Aliança contribuem muito para o meio ambiente.

Afinal, o que são aceiros?

Aceiros são faixas abertas ao longo das cercas ao redor de uma área protegida ou vegetada. Basicamente, é feita a limpeza da vegetação rasteira antes e depois da cerca. Simples, não é mesmo?  Pois é graças a esse tipo de intervenção que é possível impedir ou minimizar a ocorrência de queimadas, protegendo não apenas a flora, mas também os animais que ali habitam e que contribuem para o equilíbrio ambiental.

Entre junho e setembro atravessamos o período mais seco do ano, altamente propício às queimadas, provocadas ou acidentais. Só neste ano, quase 4 mil metros de aceiros foram feitos nas proximidades da UHE Funil para proteger as áreas mais sensíveis e que impactam o meio ambiente e a segurança das pessoas“, explica Walisson Soares, analista ambiental na UHE Funil.

Bacias de contenção servem para…

…controlar processos erosivos que impactam e empobrecem o solo. E, em áreas onde ocorrem erosões severas, pode haver comprometimento da vegetação nativa, danificar estradas rurais, como as que dão acesso à usina, por exemplo, e assorear rios e cursos d’água.

Ações preventivas ambientais protegem áreas verdes próximas à UHE Funil - Aliança Energia
Bacia de contenção de água e sedimentos feita em propriedade da Aliança

Macrófitas são plantas, mas não são boas para o meio ambiente?

Depende. As plantas aquáticas têm boa capacidade de ‘limpar’ águas que recebem muita matéria orgânica proveniente das cidades (esgoto não tratado, por exemplo), mas, em excesso, podem contribuir para variação da qualidade da água e, no caso da Aliança, podem interferir severamente em equipamentos importantes das usinas, impactando a geração de energia.

Este ano foram retirados cerca de 1.824 m3 de macrófitas no reservatório, equivalente a mais de 1.800 caixas d’água de mil litros“, comenta Diogo Lemos, analista de meio ambiente da UHE Funil. E acrescenta: “temos um rio com qualidade de água muito boa nessa região, mas estamos nos preparando para ganhar em agilidade e eficiência na destinação do material retirado próximo ao barramento, por isso, adequamos e ampliamos o pátio de depósito desse material“, finaliza.

Temos plantado florestas ao longo dos anos, recuperamos áreas de preservaçãoprotegemos nascentescriamos reservas naturais e diversas ações que contribuem para todo o ecossistema das regiões onde atuamos.

Mas, para além disso, ações constantes, que nem sempre são conhecidas ou perceptíveis, contribuem para proteger grande quantidade de áreas verdes e as espécies que nelas habitam.

Tudo isso faz parte do nosso compromisso com a #sustentabilidade.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *