Aliança Energia realiza novo teste da sirene da Usina de Aimorés no bairro Barra do Manhuaçu

Os moradores de Aimorés que residem mais próximos ao rio Doce devem se preparar para ouvir o toque da sirene do Trecho de Vazão Reduzida (TVR) no sábado, dia 29 de maio, às 15h. O novo teste é uma ação preventiva do Plano de Segurança e Alerta da Usina Hidrelétrica de Aimorés, da Aliança Energia.

O teste da sirene, instalada no bairro Barra do Manhuaçu, foi inicialmente agendado para o dia 24 de abril, mas precisou ser adiado por questões técnicas. A ação será retomada este mês e a orientação é que, ao ouvir a sirene tocar, os moradores não precisarão deixar suas casas.

Os porta vozes da Usina de Aimorés, Marcelo Werly e Adilison Melo, explicam os detalhes:

Diferença dos testes anteriores

Esta sirene tem um toque diferente das que foram testadas no ano passado, pois ela é uma sirene do Programa de Segurança e Alerta no TVR. Para as pessoas não confundirem os dois toques, os testes de som precisam ser feitos separados.

O que o teste irá avaliar

Esse tipo de teste com emissão de som é feito para avaliar a abrangência e a altura do toque no âmbito da comunidade. Vale ressaltar que a sirene passa por vistorias e manutenções constantes, porém sem emissão sonora. A ideia agora é que as pessoas possam se familiarizar com o som do sistema, além de ter a certeza de que ela vai cumprir seu papel de alertar a população caso necessário.

Motivo de realizar o teste agora 

O teste é parte das ações preventivas do Programa de Segurança e Alerta. Ele precisa ser realizado fora do período de cheias dos rios para que, caso aconteça um acionamento real, este nunca seja confundido com os testes.

Objetivo do sistema de sirene

O sistema de sirene é parte do Programa de Segurança e Alerta e funciona como um alerta para os bairros próximos à Barra do Manhuaçu que são suscetíveis a eventuais cheias do rio Doce. Mas não se preocupe! Em uma situação real, a sirene só será acionada caso haja uma grande enchente no Médio Rio Doce, onde se localiza Aimorés e, ainda assim, se as três turbinas da Usina pararem de funcionar ao mesmo tempo. Em 16 anos de operação da Usina de Aimorés, nunca houve esse tipo de ocorrência.

O som da sirene

O som da sirene será o mesmo de uma sirene normal. Ela soará com duração de 1 minuto e, caso necessário, pode se repetir por mais 1 minuto até atingir todos os parâmetros técnicos necessários para a avalição. Durante esse momento, as pessoas não precisam sair de cada e podem continuar sua rotina normalmente.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *