Aliança realiza Simulado de vazamento de óleo na UHE Aimorés

Um simulado de vazamento de óleo foi realizado na Usina de Aimorés, na manhã de 24 de setembro, com o objetivo de promover a melhoria contínua no processo de atendimento e respostas a emergências ambientais da Aliança Energia. A atividade testou o fluxo de comunicação do procedimento de vazamento de óleo e os equipamentos de contenção adquiridos pela empresa, além da atuação da equipe multidisciplinar envolvida na ocorrência.

Diante de uma situação hipotética de vazamento de óleo, o exercício confirmou a eficiência das estruturas e o preparo das equipes para mitigar os danos ambientais em situações reais.

Aliança realiza Simulado de vazamento de óleo na UHE Aimorés - Aliança Energia

Utilizando uma situação bem próxima da real, o simulado permitiu mapear o tempo de resposta e a atuação das equipes para impedir que o óleo chegasse ao corpo principal do rio, verificando se as ações planejadas funcionariam na prática:

:: As pessoas foram acionadas sem aviso prévio, para observar o tempo de reação de cada;

:: A quantidade de equipamentos – barreiras – adquiridos foi avaliada para verificar se seriam suficientes;

:: O resultado da contenção foi observado considerando a baixa vazão do rio Doce, característica do período em estão sendo realizadas as manutenções preventivas na Usina;

:: Posteriormente, a análise crítica do simulado permitirá a aferição da rota para viabilizar a eficiência em uma situação real.

Segundo Paula Bastos, analista de Meio Ambiente da Usina de Aimorés, o resultado foi muito satisfatório. “Toda a equipe atuou como o previsto, de forma muito ágil, rápida e dinâmica, confirmando que o fluxo proposto no procedimento atendeu às expectativas, concluindo a atividade com êxito e observando os pequenos ajustes que são de grande valia para o processo de melhoria contínua”.

Aliança realiza Simulado de vazamento de óleo na UHE Aimorés - Aliança Energia

Os Simulados de Atendimento a Emergências, como o de Vazamento de Óleo, são ações previstas no Sistema de Gestão Ambiental (SGA) da Aliança. Esse ensaio considerou a hipótese de um vazamento de 700 litros de óleo no Canal de Fuga da Usina de Aimorés durante a substituição de um cilindro da comporta da UG2, tipo de atividade que sempre representa situação de risco. Esse simulado avaliou um dos inúmeros cenários e o planejamento de atuação da equipe de Meio Ambiente da Usina de Aimorés e foi elaborado a partir de testes prévios. No ano de 2019, utilizando-se bolas de isopor e bambolês, verificou-se a velocidade e o fluxo de onde o óleo iria em diferentes cenários e mapeou-se o comportamento do líquido. A partir desses dados, os equipamentos de contenção foram adquiridos, pois em uma situação de baixa vazão do rio, o caminho, o tempo e o tamanho das barreiras viabilizam conter o óleo por tempo suficiente até a chegada da empresa especializada em recolhê-lo e destiná-lo.

“ESSE SIMULADO DE DERRAMAMENTO DE ÓLEO NOS DEIXA TRANQUILOS, POIS CONFIRMA QUE ESTAMOS PRONTOS PARA ATUAR PROATIVAMENTE E EVITAR MAIORES DANOS AO MEIO AMBIENTE”.

Lucilene Becalli – Analista de Meio Ambiente da Usina de Aimorés

As barreiras permanecem no local em que foram instaladas para o simulado, de forma preventiva, até a conclusão da substituição do cilindro da comporta de sucção.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *