Incentivo a novas práticas para o pescado

Orientações sobre processamento de peixes e compartilhamento de técnicas capazes de incrementar a renda e melhorar a qualidade final da produção foram temas abordados no primeiro encontro de Boas Práticas para o Pescado, promovido no dia 5 de julho pela Aliança Energia, junto à Cooperfunil – Cooperativa de Pesca da Ponte do Funil.

A atividade de produção de peixes em tanques-rede desenvolvida pela Cooperfunil, vai muito além da comercialização. O trabalho começa na escolha dos alevinos, formas e técnicas de criação e requer habilidades de manipulação para venda ao consumidor.  Por isso, um dos pontos altos do encontro foram os ricos debates entre os participantes como destaca Célia Torres, produtora da cooperativa.

 

Incentivo a novas práticas para o pescado - Aliança Energia
Célia Torres e seu esposo, o produtor Luiz Carlos, participam do 1º Workshop Boas Práticas para o Pescado

 

 

“O grande aprendizado hoje foi sobre como aproveitar o que sobra do peixe. Às vezes você descarta sem saber que pode aproveitar para fazer outros bons produtos que também podem ser vendidos.”

 

 

 

 

 

 

O resultado foi tão positivo que os participantes já planejam outras ações para colocar em prática as técnicas aprendidas. No próximo 21 de julho os cooperados participarão do evento “Dia do Peixe”, agendado pelo Núcleo de Estudos em Pescados da Universidade Federal de Lavras. Na ocasião poderão aprender a fazer os produtos a partir dos resíduos de peixes. A Aliança Energia acompanhará todas essas atividades como forma de continuar incentivando a produção dos pescadores.

A participação de instituições renomadas, como a Empresa Júnior de Nutrição e o Núcleo de Estudo em Pescado – ambos da Universidade Federal de Lavras – UFLA, além da Polícia Militar de Meio Ambiente e Emater, contribuíram para uma grande troca de conhecimento, aliando teoria à prática cotidiana dos pescadores e cooperados.

 

Notícias Relacionadas