Órgãos de Proteção e Defesa Civil conhecem as instalações da Usina de Funil

Os novos representantes da Defesa Civil dos municípios de Lavras e Ribeirão Vermelho, da Defesa Civil Estadual, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, que fazem parte do grupo de trabalho do Plano de Ação de Emergência (PAE) da Usina Hidrelétrica de Funil, realizaram uma visita para conhecer as instalações.

Na oportunidade, puderam conversar sobre a segurança da barragem, estreitar a comunicação e o relacionamento para melhor atuação de cada instituição no PAE da usina, além de contribuir com os planos de contingência das cidades de Ribeirão Vermelho e Lavras.

Para o supervisor de Operação & Manutenção da Usina Hidrelétrica de Funil, Eduardo Coelho, a visita do grupo de trabalho do PAE é muito importante para consolidação das ações de prevenção e segurança de cada uma das instituições. “O tema Segurança de Barragens possui prioridade máxima dentro da Aliança Energia. Estamos sempre prontos para comunicar de forma transparente as medidas de controle e monitoramento realizados pela empresa. Por isso, muito importante que as instituições que atuam com a prevenção conheçam todos os procedimentos que adotamos, construindo uma cultura prevencionista”, destaca Eduardo Coelho.

Na avaliação do coordenador executivo de Proteção e Defesa Civil de Ribeirão Vermelho, Elivelton de Abreu Carlota a visita foi muito importante para saber como agir e se prevenir em uma situação de emergência. “É de grande valia entender melhor todo o processo dentro da UHE para compartilhar com a população de Ribeirão Vermelho a operacionalização das ações de segurança da Aliança Energia a respeito da Usina”, enfatiza Elivelton de Abreu.

Para o Sargento Hemerson Cassiano da Silva, da 6ª região da Polícia Militar de Lavras, ter conhecido as instalações da Usina de Funil com certeza fortaleceu laços e trouxe mais conhecimento sobre todo o processo. “Foi muito importante para a mitigação e a preparação do Plano de Ação de Emergência da usina. Trata-se de um serviço de ações integradas, conforme a instrução 01/2021. A visita muito proveitosa e tivemos a oportunidade de conhecer como funciona o monitoramento de segurança da UHE. Espero que novas reuniões aconteçam”, disse o Sargento Hemerson.

 

Conheça mais sobre Plano de Ação de Emergência (PAE)

Atende a legislação de segurança de barragem e política nacional de proteção e defesa civil. Consiste em um documento com as diretrizes de como a Aliança Energia deve agir em uma situação de emergência com a barragem da Usina de Funil, bem como devem acontecer as interações com os órgãos de proteção e Defesa Civil. Os municípios localizados abaixo das barragens já possuem um sistema de alerta e de prevenção para que a população seja avisada de forma eficaz no caso de alguma intercorrência.

Desde 2019, anualmente as sirenes que compõem o sistema de alerta são testadas e a comunidade orientada sobre como proceder, orientando-se pelas placas até os pontos de encontro.

O Grupo de Trabalho do PAE é formado pelos órgãos de Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, voluntários e a Aliança Energia, e tem o objetivo de atuar em conjunto nas ações preventivas.

Você encontra todas as informações sobre o PAE da Aliança no site.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *