Programa Aliança Voluntária visa repassar recursos a projetos de empreendedorismo social

Já ouviu falar em empreendedorismo social? Envolve a criação de negócios que visam impactar positivamente a sociedade, atuando de modo a beneficiar uma causa ou uma população. A Aliança Energia incentiva o empreendedorismo social por meio do programa Aliança Voluntária que, em sua segunda edição, auxiliará mais cinco projetos deste tipo em 2021.

O Programa destinou mais de 76 mil Reais para cinco empreendimentos Sociais em 2020, em localidades onde a Aliança atua, e busca superar o valor este ano. Envolve a seleção de micro e pequenas empresas com foco em projetos sociais e o incentivo para que empregados da Aliança contribuam financeiramente para as iniciativas, por meio da destinação de recursos via Imposto de Renda devido. É uma forma de impulsionar o empreendedorismo social, o que nestes casos ainda beneficiará mais de 400 crianças e adolescentes.

Uma das instituições é a Bom na Bola Bom na Vida, de Belo Horizonte, com o projeto Educadores de Corações. São oferecidas aulas de futsal, futebol de campo e atividades lúdico-pedagógicas educativas para melhoria do nível de educação, saúde e qualidade de vida de crianças, adolescentes e idosos. ”O apoio da Aliança será fundamental para a garantia e melhoria da qualidade de nossos serviços prestados, fortalecimento da gestão e requalificação dos espaços urbanos”, revela Carlos Antônio Apolônio, gestor do Educadores de Corações.

Há também a Associação Vida Nova, de Perdões/MG, com o Projeto Vida Nova, cujo foco é orientar meninos de 7 a 18 anos em situação de vulnerabilidade social e suas famílias, proporcionando esperança e qualidade de vida. ”Temos muitas despesas e pouco apoio do governo e disponibilidade financeira, então, com esta parceria, tenho certeza que nosso projeto será bem melhor”, destaca Cleusa Maria Oliveira, coordenadora da iniciativa.

Em 5 de outubro é celebrado o Dia do Empreendedor, data originada em 1999 quando foi criada a lei 9.841/1999 que instituiu o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Desde então, anualmente os empreendedores são homenageados e incentivados a continuarem sua missão de superar desafios, aprender coisas novas e gerenciar suas micro e pequenas empresas.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *