Semana da Cultura Nordestina é marcada por comidas típicas

Hoje é uma data muito especial, pois iniciam-se as comemorações da Semana da Cultura Nordestina. O dia 2 de agosto foi escolhido para homenagear o músico Luiz Gonzaga, considerado o rei do Baião, que faleceu nessa mesma data, no ano de 1989. A Aliança Energia sabe da importância do povo e da cultura nordestina para o país, por isso, hoje traz uma matéria especial sobre a culinária rica dessa região que tem influência indígena, africana e europeia.

A comida do Nordeste é rica em cores, aromas e sabores. No Ceará, estado onde a companhia tem atuação, não é diferente. Considerado o maior exportador de lagosta do Brasil, é reconhecido como o lugar onde se preparam os melhores pratos feitos com esses crustáceos. Ainda dessa região, vindo das casas de farinhas, existem a tapioca feita com goma de mandioca e coco, o grude (feito também de goma e coco) e a rosca de goma. Dos engenhos de cana-de-açúcar vêm a cachaça (consumida em vários países), o melado, a rapadura e o caldo de cana.

Entre as delícias também estão pratos doces e salgados, receitas familiares que são mais que refeições do dia domingo, são tradição, como explica Maria de Lourdes Silva, doceira e proprietária do Restaurante Sabor da Casa e moradora da comunidade de Córrego do Sal/Icapuí (CE). “Eu aprendi a fazer cocada com minha mãe, isso vem de gerações. Passou da minha vó para minha mãe, de minha mãe para mim e, se Deus quiser, passarei para meus filhos e netos cultivarem o nosso trabalho e não deixarem morrer essa cultura”, conta. A líder comunitária e proprietária do restaurante Fran Degust de comidas típicas em Córrego do Sal/Icapuí(CE), Francisca Batista de Andrade, conta que um dos maiores sucessos do seu estabelecimento é a galinha no leite de coco, um prato milenar. “Quando se fala em tradição, em cultura, logo vem à cabeça a galinha com leite de coco, que é típica da nossa região. Ela vem dos nossos antepassados, um povo indígena (etnia Tremembé) que vivia da agricultura, do alimento cultivado. Esse prato é reconhecido internacionalmente, representa a nossa gastronomia raiz”, explica.

E para marcar essa data, a Aliança traz uma receita do doce delicioso e tradicional, confira:

Cocada Morena

Ingredientes

3 xícaras de chá de açúcar

½ xícara de chá de água

400 gramas de coco ralado fresco

Modo de preparo

Coloque o açúcar em uma panela de fundo grosso e leve ao fogo baixo. Mexa bem até o açúcar derreter e caramelizar. Adicione a água com cuidado, deixe ferver até dissolver e formar um caramelo homogêneo.

Acrescente o coco ralado e misture bem até desgrudar do fundo da panela. Retire a panela do fogo e mexa a cocada por mais 5 minutos.

Transfira pequenas porções da cocada com a ajuda de 2 colheres de sopa para uma assadeira ou tabuleiro untado com margarina. Deixe a cocada esfriar em temperatura ambiente e sirva!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.