Menu

PAE - Plano de Ação de Emergência - Aliança Energia

PLANO DE AÇÃO DE EMERGÊNCIA – PAE

Informação, integração e cooperação são fundamentais na criação de uma cultura de segurança nas regiões onde atuamos.

A Aliança Energia juntamente com os órgãos de defesa civil municipais e o corpo de bombeiros, vem trabalhando em parceria para implementar uma série de ações preventivas relacionadas ao Plano de Ação de Emergência – PAE das usinas hidrelétricas do nosso parque gerador.

Visita grupo de trabalho UHE Funil – 2018

O PAE está sendo implementado em etapas. Confira:

2017: Elaboração do PAE conforme as novas exigências legais e procolo junto aos municípios e órgãos de proteção e defesa civil.

2018: Apoio às Defesas Civis municipais, formação dos grupos de trabalho e detalhamento das ações

Para 2019:

  • Cadastramento da população dos municípios localizados a jusante das barragens das usinas hidrelétricas;
  • Definição dos pontos seguros destes municípios, pelo grupo de trabalho de implantação do PAE, composto pelos órgãos citados acima e lideranças comunitárias;
  • Instalação de placas viárias de sinalização das rotas de fuga e pontos de encontro e do sistema de alerta com sinal sonoro;
  • Realização de exercícios simulados com a população – eles passarão a fazer parte da rotina dos municípios brasileiros localizados a jusante de barragens, em atendimento à legislação vigente.

Uma agenda de reuniões de trabalho e de esclarecimento estão sendo realizadas nos municípios.

 


As usinas hidrelétricas da Aliança são seguras

 

As estruturas das usinas do parque gerador da Aliança Energia são seguras e atendem plenamente aos critérios de segurança exigidos pela legislação e encontram-se em estado normal de estabilidade, de acordo com a inspeção realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL em 2019.

UHE AIMORÈS – fiscalização ANEEL – Julho 2019


Saiba mais sobre as estruturas de uma hidrelétrica

Vista do reservatório da UHE Funil

GERAÇÃO DE ENERGIA: As barragens são o item mais importante em uma Usina Hidrelétrica. É por meio delas que se forma o reservatório, que concentra a água que movimenta as turbinas da usina para gerar eletricidade.

Vista interna das turbinas

CONSTRUÇÃO: As barragens das usinas Hidrelétricas são construídas com concreto, aço, solo argiloso compactado, criteriosamente selecionado, e são protegidas por rochas que lhes conferem o peso adequado para resistir aos esforços do reservatório de água com a máxima segurança.

ESTRUTURA: As estruturas das barragens das hidrelétricas são feitas para suportar um volume de chuva muito grande, que corresponderia a uma cheia histórica. Além disso, elas não passam por alteamentos, pois já são projetadas para sua capacidade total. O fluxo da água é regulado pelas comportas, e o sistema fio d’água permite que a água continue normalmente no curso do rio.

MONITORAMENTO: A Aliança Energia investe na conservação e na manutenção das estruturas de suas usinas hidrelétricas, que são monitoradas permanentemente por equipes especializadas e pelos órgãos reguladores, além de contar com inúmeros equipamentos, salas de controle, dentre outros, visando a segurança.

Visita do grupo de trabalho às instalações da UHE Funil – Sala de controle


No PAE todos tem uma função

 

A Política Nacional de Proteção e Defesa Civil e a política nacional de segurança de barragens estabelece que a população tem papel fundamental. Deve ser informada e estimulada a participar das ações preventivas e emergenciais. Por isso, fique atento, acompanhe a agenda de reuniões, participe dos simulados, e, em caso de dúvidas, entre em contato com a Defesa Civil do seu município.

Reunião do grupo de trabalho composto pela Aliança, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, lideranças municipais


Sempre preparados

 

As ações de preparação para emergência são parte das medidas preventivas de segurança das usinas e dos órgãos de proteção e defesa civil. Elas servem para que todos saibam como agir caso alguma situação adversa. As situações de emergência possuem diferentes níveis de gravidade, sendo o último deles a hipótese ou possibilidade de um rompimento. Por isso, é importante ter um plano preventivo, para saber como atuar em cada momento.


Glossário

 

PAE: Plano de Ação de Emergência – documenta e estrutura o que a equipe da Aliança Energia deve fazer em uma situação de emergência e as interações com os órgãos de proteção e Defesa Civil.

ZONA DE AUTOSSALVAMENTO:  Região do vale à jusante (abaixo) da barragem em que os avisos de alerta à população são de responsabilidade do empreendedor, por não haver tempo suficiente para uma intervenção das autoridades competentes em situações de emergência, devendo-se adotar a maior das seguintes distâncias para a sua delimitação, ou seja, a distância que corresponda a um tempo de chegada da onda de inundação igual a 30 minutos ou 10 km.

ROTA DE FUGA: É o trajeto a ser seguido no caso de uma emergência que exija evacuação na área.

PONTO DE ENCONTRO: É o local sinalizado como seguro para permanência de pessoas, em caso de evacuação.

SIMULADO DE EVACUAÇÃO: Consiste no treinamento da população, dos órgãos de proteção e a empresa para agirem em uma emergência. Tem dia e horário programados e a população é informada antecipadamente.

SISTEMA DE ALERTA: é composto por sirenes e sinalização das rotas de fuga e dos pontos de encontro da localidade. Servem para que a população seja avisada de forma eficiente caso o plano de emergência seja acionado.

JUSANTE: É a referência de localização de uma estrutura ou pessoa depois do barramento da Usina Hidrelétrica, seguindo o sentido do fluxo do rio.

 


Visite uma usina

Se tem interesse em conhecer uma usina hidrelétrica, entre em contato conosco e agende uma visita.

UHE Aimorés: (27) 3732-2867

UHE Funil: (35) 3864-9200

Inclusão Social
Geração de Renda
Fomento ao Turismo
Segurança e Alerta

Posts recentes

Comentários

    Arquivos

    Categorias

    Meta

    Recentes

    © Copyright 2015 Aliança Geração de Energia S.A. - Todos os direitos reservados