Plano de Ação de Emergência PAE

Seguimos juntos pela cultura de segurança em nossa comunidade.

2010
2010

Criada pela Lei nº 12.334/2010

Define padrões de segurança para todas as barragens do país, visando minimizar acidentes e suas consequências.

2012
2012

Criada a Lei nº 12.608/2012

Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, que define, entre outra coisas, papéis e responsabilidades dos atores públicos, empreendedor e população.

2015
2015

Resolução 696/ANEEL

Regulamentação da Lei de Segurança de Barragens para as Usinas Hidrelétricas.

2016
2016

Estudos técnicos

Realizados estudos técnicos e elaboração dos planos
de segurança e de atendimento à emergência, de
acordo com as novas exigências da lei.

2017
2017

Protocolo do Plano de Ação de Emergência – PAE

pela Aliança Energia juntos às prefeituras municipais e coordenadorias de proteção e defesa civil.

2018
2018

Formação do grupo de Trabalho

Grupo de trabalho – os municípios, por meio de seus órgãos de Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros, voluntários e a Aliança Energia – tem atuado em conjunto nas ações preventivas.

2019
2019

Implantação do PAE

Implantação do PAE com participação da população.

2019
2019

Sinalização Pontos de Encontro e Rotas de Fuga

Implantação da sinalização indicando a rota de fuga e o ponto de encontro.

2019
2019

Realização  Simulados de Emergência

Participação do público no exercício simulado.

2020
2020

Continuidade dos trabalhos de sensibilização e comunicação junto à população.

Vamos dar continuidade aos trabalhos preventivos
em nossa comunidade e a população tem papel
fundamental nesse processo.

Trabalhando juntos.

O que é o Plano de Ação de Emergência?

 

O PAE é um documento que contém as diretrizes de como a Aliança Energia deve agir em uma situação de emergência, bem como devem acontecer as interações com os órgãos de proteção e Defesa Civil. 

Os municípios localizados abaixo de nossas barragens já possuem um sistema de alerta e de prevenção. Ele existe para que a população seja avisada de forma eficaz e será acionado apenas quando uma situação de emergência acontecer. Em 2019, a população pôde participar de um simulado de evacuação para testar as rotas e a sinalização.

Entenda o que é e como funciona o Sistema de Alerta

 

  • Sirene: A sirene contribui para que a mensagem de alerta seja ouvida por toda a população. A partir do sinal sonoro, todos devem seguir pela rota de fuga mais próxima.
  • Rota de Fuga: É um trajeto a ser seguido no caso de uma emergência que exija evacuação da área.
  • Ponto de Encontro: É o local sinalizado como seguro para permanência de pessoas em caso de evacuação.

Segurança de barragens.

As usinas hidrelétricas da Aliança Energia foram classificadas pela ANEEL como de BAIXO risco associado.

 

Nossas estruturas são rigorosamente fiscalizadas por equipes técnicas e suas estruturas atendem plenamente aos fatores de segurança exigidos pela legislação e encontram-se em estado normal de estabilidade, de acordo com o Relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, publicado em 2019.

Veja como é a estrutura de uma usina hidrelétrica.

 
  • Construção: As barragens das usinas Hidrelétricas são construídas com concreto, aço, solo argiloso compactado, criteriosamente selecionado, e são protegidas por rochas que lhes conferem o peso adequado para resistir aos esforços do reservatório de água com a máxima segurança.
  • Estrutura: As estruturas das barragens das hidrelétricas são feitas para suportar um volume de chuva muito grande, que corresponderia a uma cheia histórica. Além disso, elas não passam por alteamentos, pois já são projetadas para sua capacidade total. O fluxo da água é regulado pelas comportas, e o sistema fio d’água permite que a água continue normalmente no curso do rio.
  • Monitoramento: A Aliança Energia investe na conservação e na manutenção das estruturas de suas usinas hidrelétricas, que são monitoradas permanentemente por equipes especializadas e pelos órgãos reguladores, além de contar com inúmeros equipamentos, salas de controle, dentre outros, visando a segurança.

A estrutura da usina é fiscalizada.

 

  • Usinas hidrelétricas são monitoradas permanentemente por equipes especializadas e pelos órgãos reguladores.
  • Diversos equipamentos são utilizados no monitoramento das estruturas e das condições climáticas, visando manter a segurança da UHE.

Níveis de alerta.

Sempre preparados.


As situações de emergência possuem diferentes níveis de alerta, sendo o último deles a hipótese ou possibilidade de um rompimento. Por isso, é importante ter um plano emergencial para saber como atuar em cada momento.

Vale lembrar que as estruturas passam por monitoramento constante para manter a segurança e garantir a identificação de qualquer problema em sua fase inicial.

verde
amarelo
vermelho

Comunidade informada é comunidade segura.

Simulados de evacuação.

 

Em 2019, um dos desafios da Aliança Energia foi de contribuir para a criação de uma cultura de segurança e prontidão para emergência, em 13 municípios, à jusante de seis barragens em Minas Gerais.

Criamos uma rede que, de mãos dadas, seguiu junto nesse desafio de comunicação.

Juntos pela cultura de segurança em nossa comunidade.

Ações preventivas UHE Aimorés

 

Ações preventivas UHE Funil

 

Material informativo sobre as ações do Plano de Ação de Emergência da UHE de Aimorés e UHE de Funil.

UHE de Aimorés

UHE de Funil

Conheça mais sobre os simulados de evacuação.

Simulado de evacuação de emergência UHE Aimorés

 

Simulado de evacuação de emergência UHE Funil

 

Resultados

Informação para mais de

0

pessoas.

Apoio na estruturação de

0

defesas civis.

0

simulados.

Mais de

0

participantes.

0

voluntários.

0 %

de cobertura positiva na imprensa.

Construção coletiva, parceria, preparação para situações adversas.

Veja os Pontos de Encontro.

O que é um ponto de encontro?

É o local sinalizado como seguro para permanência de pessoas em caso de evacuação.

Pontos de encontro – Funil

Pontos de encontro – Aimorés

Glossário.

  • PAE: plano de ação de emergência – documenta e estrutura o que a equipe da aliança energia deve fazer em uma situação de emergência e as interações com os órgãos de proteção e defesa civil.
  • Zona de autossalvamento:  região do vale à jusante (abaixo) da barragem em que os avisos de alerta à população são de responsabilidade do empreendedor, por não haver tempo suficiente para uma intervenção das autoridades competentes em situações de emergência, devendo-se adotar a maior das seguintes distâncias para a sua delimitação, ou seja, a distância que corresponda a um tempo de chegada da onda de inundação igual a 30 minutos ou 10 km.
  • Rota de fuga: é o trajeto a ser seguido no caso de uma emergência que exija evacuação na área.
  • Ponto de encontro: é o local sinalizado como seguro para permanência de pessoas, em caso de evacuação.
  • Simulado de evacuação: consiste no treinamento da população, dos órgãos de proteção e a empresa para agirem em uma emergência. Tem dia e horário programados e a população é informada antecipadamente.
  • Sistema de alerta: é composto por sirenes e sinalização das rotas de fuga e dos pontos de encontro da localidade. Servem para que a população seja avisada de forma eficiente caso o plano de emergência seja acionado.
  • Jusante: é a referência de localização de uma estrutura ou pessoa depois do barramento da usina hidrelétrica, seguindo o sentido do fluxo do rio.
 

Acompanhe os canais da Defesa Civil e fique por dentro das notícias.

Quer receber nossas comunicações?

Assine nossa newsletter.





Manteremos seus dados só enquanto você desejar. Ficarão em segurança e a qualquer momento pode editá-los ou deixar de receber nossas mensagens.

Parcerias

1824314_resize_1500_840
24062019112428def_agora
Logo20Defesa20Civil
Bombeiros-MG-transparente2
corpo de bombeiros ES
PM serviço layout aprovado DCO
logotwitter
logo-alianca-energia-1